quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

TEXTOS BÍBLICOS SOBRE OS ÚLTIMOS DIAS – PARTE 1


Bem amigos do Blog, na terça-feira passada, estávamos no fim de uma reunião na igreja, quando minha esposa propôs a leitura de um texto bíblico antes de orarmos para encerrar.
Enquanto ela lia o texto, um texto “apocalíptico” e autoexplicativo, eu senti forte no meu coração o desejo de começar algo que já tinha pensado antes, mas não era tempo, eu creio.
O texto era o de II Timóteo 3:1-9
“Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes. Pois entre estes se encontram os que penetram sorrateiramente nas casas e conseguem cativar mulherinhas sobrecarregadas de pecados, conduzidas de várias paixões, que aprendem sempre e jamais podem chegar ao conhecimento da verdade. E, do modo por que Janes e Jambres resistiram a Moisés, também estes resistem à verdade. São homens de todo corrompidos na mente, réprobos quanto à fé; eles, todavia, não irão avante; porque a sua insensatez será a todos evidente, como também aconteceu com a daqueles”.
Sim, este texto tocou meu coração por perceber seu cumprimento claro hoje...
E, motivado por este texto bíblico, percebi que é o tempo de começar a escrever.
Foi claro no meu coração...
SE Deus quiser, pretendo publicar uma série de posts aqui no Blog, batizado sempre com este título: “TEXTOS BÍBLICOS SOBRE OS ÚLTIMOS DIAS”, com o objetivo de apresentar passagens ao longo de toda a Bíblia, que falam acerca do fim, e que não são os textos “clássicos de escatologia” contidos no livro do Apocalipse ou nas palavras de Jesus...
Textos que apresentam informações adicionais sobre o que virá e que trazem luz sobre aspectos importantes do cenário dos últimos dias.
Textos que, creio, para muitos não são ainda considerados nesta perspectiva, até porque alguns destes versos estão obviamente cifrados. Ou estavam...
Talvez muitos cristãos nem mesmo conheçam estes textos bíblicos, mas, como eu creio que a revelação profética é progressiva, e que Deus está nos revelando o que estava oculto nestes últimos tempos, começam a ser revelados...
Creio que O Senhor está nos dando mais revelação para compreender dia a da, tudo o que virá, e o meu objetivo é contribuir com os que estudam e tem interesse no tema.
Estes textos são interessantes, pois, muitos deles, têm até mesmo uma óbvia aplicação para a vida diária, mas, se observados em outro contexto, trazem uma revelação clara acerca de eventos dos últimos dias.
Neste primeiro post, quero convidar você para que examinemos o Salmo 46!
“1 Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. 2 Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; 3 ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam. 4 Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. 5 Deus está no meio dela; jamais será abalada; Deus a ajudará desde antemanhã. 6 Bramam nações, reinos se abalam; ele faz ouvir a sua voz, e a terra se dissolve. 7 O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. 8 Vinde, contemplai as obras do SENHOR, que assolações efetuou na terra. 9 Ele põe termo à guerra até aos confins do mundo, quebra o arco e despedaça a lança; queima os carros no fogo. 10 Aquietai- vos e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra. 11 O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio”.
Este Salmo já serviu para muitos como meditação de conforto e alívio para as tribulações da vida, e para as sensações de angústias que muitas circunstâncias do dia a dia trazem, e que abalam profundamente a alma de alguém.
Creio que serviu e ainda serve para este propósito na vida de muitos, já que A Palavra do Senhor é eterna, ampla e poderosa em Seus efeitos para nos abençoar... Sempre!
MAS...
SE você reler agora o salmo inteiro, pensando nele como tendo sido endereçado a pessoas vivendo no meio da Grande Tribulação que virá, e se você conhecer os textos acerca do que vai acontecer perceberá que este salmo ganhará um novo entendimento...
Poderá ser entendido como uma revelação do cuidado prometido por Deus com aqueles que estarão vivos naqueles dias terríveis, e que encontrarão refúgio e esperança no Senhor.
Tendo isso em mente, convido para que você releia agora o mesmo texto acima, dando ênfase às frases que eu grafei em negrito!
Sim, fala em tribulações, pois, até agora, este era o propósito. Dar alívio nas tribulações da vida.
Sim, este é um texto que nos revela que O Senhor é socorro NA tribulação!
Nestes dias que vivemos e nos próximos, principalmente, servirá de alívio e esperança aos que estiverem no meio DA Tribulação...
Vamos analisar o texto detalhe a detalhe:
No verso 2 lemos “não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; 3 ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam”.
Veja que Davi está falando claramente para “não temermos terremotos marítimos que causem tsunamis e que tanto as ilhas quanto os montes estremeçam pelo mesmo efeito sísmico”.
Se compararmos com outros textos, vamos ter mais ajuda para entender o que digo:
Em Lucas 21:25 lemos as palavras literais de Jesus “Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; sobre a terra, angústia entre as nações em perplexidade por causa do bramido do mar e das ondas.”
Em Apocalipse 6:14 lemos “ ... e o céu recolheu-se como um pergaminho quando se enrola. Então, todos os montes e ilhas foram movidos do seu lugar”.
Em Isaías 29:6 também lemos um texto de duplo cumprimento acerca destes dias: “Do SENHOR dos Exércitos vem o castigo com trovões, com terremotos, grande estrondo, tufão de vento, tempestade e chamas devoradoras”.
No verso 6 do Salmo, quando lemos que "a terra se dissolve”, podemos comparar com o texto de Amós 9:5-6, que lança mais luz sobre o texto, e fala ainda mais sobre tsunamis que virão.
“Porque o Senhor, o SENHOR dos Exércitos, é o que toca a terra, e ela se derrete, e todos os que habitam nela se enlutarão; ela subirá toda como o Nilo e abaixará como o rio do Egito. Deus é o que edifica as suas câmaras no céu e a sua abóbada fundou na terra; é o que chama as águas do mar e as derrama sobre a terra; SENHOR é o seu nome”.
Mais informações sobre tsunamis neste tempo futuro...
SE você puxar pela sua memória, verá que temos falado, lido, ouvido e assistido documentários e mesmo filmes sobre tsunamis nos últimos anos como não acontecia antes...
Sim, o salmo de Davi deixa claro que O Senhor vai assolar a terra, e fará terrível Juízo!
MAS ainda assim, na mão oposta, deixa claro que há escape, que há refúgio, que há vida!
No verso 4 do Salmo, que está sublinhado, há uma revelação, um convite, uma promessa!
Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. 5 Deus está no meio dela; jamais será abalada; Deus a ajudará desde antemanhã.
Este rio é o Rio do Senhor! Está revelado em Apocalipse22!
“1 Então, me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro. 2 No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos. 3 Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão, 4 contemplarão a sua face, e na sua fronte está o nome dele. 5 Então, já não haverá noite, nem precisam eles de luz de candeia, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus brilhará sobre eles, e reinarão pelos séculos dos séculos. 6 Disse-me ainda: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou seu anjo para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer. 7 Eis que venho sem demora. Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.
12 E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. 13 Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. 14 Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas”.
Sim, há uma menção a este rio, e este lugar!
Há uma repetição de uma frase inteira, e repetições são importantes na Palavra como uma ênfase, pois significa que Deus está nos chamando a atenção para algo.
Nos versos 7 e 11 encontramos a frase: “O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio”. Sim, mesmo neste tempo, o pior da história, Ele é o nosso refúgio!
No verso 10, Ele nos faz uma declaração, ou advertência, que é bem conhecida por muitos cristãos, mas poucos realmente sabem o contexto dela: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus”.
Esta é uma declaração da boca do Senhor, para ser entendida no meio de um momento único e terrível na história da humanidade, momento que, segundo palavras do próprio Senhor Jesus, nunca houve nem nunca jamais haverá outro igual!
E sim, neste momento, neste lugar, O Senhor nos chama a descansar nEle...
Seja por que Ele vai nos retirar pelo arrebatamento ANTES disso, como muitos creem...
Seja por que vamos passar por esta situação ANTES que Ele nos retire daqui, como outros creem...
E o que eu digo aqui, e creio que é a mensagem do Senhor para nós que nEle cremos, é que SE Deus está no controle, pouco importa se antes ou depois...
O que importa é estarmos com Ele, ou melhor, nEle! Em Jesus Cristo, Nosso Senhor e Salvador.
Sim, talvez você nunca tinha visto o Salmo 46 com este olhar, mas agora já percebeu que este é, sim, um Salmo “apocalíptico”, não é verdade?
Entenda...
A mensagem contida no livro do Apocalipse não é uma mensagem feita para apavorar as pessoas, tornando talvez este livro um livro a ser “excluído” da Bíblia por que apenas nele haveria estas coisas horrorosas...
Não.
Apocalipse revela sim, o tempo do Juízo que virá, mas não apenas neste livro.
O Senhor, desde há muito tempo revela o que virá, “anuncia o fim desde o princípio”, mas SEMPRE nos revela Seu livramento aos que são dEle, aos que nEle creem, aos que nEle confiam. Não há outro livramento para o tempo que virá fora dEle!
Seja livramento por arrebatamento, seja livramento no meio da tribulação...
Há descanso, paz e conforto mesmo no meio do pior momento da história da humanidade.
Meu convite é para que você aprofunde o que crê, segundo A Palavra.
Que perceba que tudo vai se cumprindo, claramente, cada dia mais...
E que esteja pronto para estar sensível naquele Dia.
SE sairemos antes, ou depois, não faz a menor diferença. O Senhor reina!
O que importa é ser conhecido dEle!
Digo isso por que este conteúdo fica cada dia mais importante, pois tudo o que está associado ao cenário bíblico profético vai se formando no horizonte a cada dia...
Você não consegue ver?
Veja os sinais...

SHALOM!

Haroldo Maranhão

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

SOU DO POVO DA CRUZ! DO TÚMULO VAZIO. DO POVO QUE É SÓ DE JESUS!


I Pedro 2:9-10 “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia".

Sei que muitos não vão concordar com o que digo hoje, mas, se guardarem este texto, e as referências bíblicas, e forem sinceros consigo mesmos, em algum momento no futuro verão que eu tinha razão… 
Porque se digo o que está nA Palavra de Deus, vai Se cumprir!
Mas se for algo apenas do meu coração, não serve, e não prevalecerá.
Vivemos dias em que a opressão se levanta.
Antes, as atrocidades cometidas contra seres humanos em nome do que quer que fosse, eram praticadas em ambientes obscuros, e só se ficava sabendo de uma tragédia ocorrida, através de relatos publicados quando tais sistemas opressores caíam.
Hoje tudo mudou…
Estamos diante de sistemas opressores religiosos que publicam suas atrocidades, com o objetivo de impactar as pessoas pela fúria intimidadora e pelo desprezo pela vida humana que pensa diferente de si.
Com o objetivo de angustiar os vizinhos que pretendem conquistar, para que fujam ou se rendam antes que sofram as mesmas consequências…
E também, claro, com o objetivo de obrigar as pessoas a se posicionarem frente ao que estão vendo.
Quando tivemos a tragédia do massacre dos chargistas que zombam de tudo e de todas religiões, incluindo abomináveis charges sobre Jesus Cristo, estes foram defendidos por pessoas que entendiam que eles deveriam ser respeitados em seus “direitos” de zombar de tudo e de todos. 
Posso não concordar com isso, mas o exagero cometido no exercício deste direito não poderia lhes custar a vida. E esta é a mais absoluta verdade em regimes de liberdade de expressão.
E em defesa destes, importantes governantes saíram às ruas, de braços dados, com toda uma grande cobertura midiática, para dizer que aquilo era inaceitável. Muitas pessoas, algumas até mesmo “imbecilizadas" pela indignação midiática, passaram declarar que “eram Charlie”, a maioria sem nem mesmo saber tudo o que significava “ser Charlie”. Apoiaram sem questionar, tudo o que significava “ser Charlie”, pois aquele massacre não era aceitável. "Massa de manobra"...
Agora, quando um aumento das trágicas e odiosas decapitações de homens e de crianças ocorre, pelo simples fato de expressarem uma fé diferente de um determinado grupo extremista religioso, não há a mesma indignação nem identificação geral. Os líderes não estão mais envolvidos publicamente.
Apenas os governantes nacionais se manifestam pelos seus cidadãos mortos, talvez com o objetivo apenas de acalmar a opinião pública de seus países. Declarações genéricas da mídia... Algumas poucas mais contundentes. A cobertura e a indignação não é mais a mesma.
Espero estar errado, mas, creio, poucos, penso, se posicionarão dizendo “Eu sou da Cruz!”, agora que os algozes disseram que este era o crime cometido pelos decapitados. "Eles são do povo da cruz", publicaram…
Governantes enviaram notas “genéricas” de protesto, enquanto Obama, que se diz um homem “cristão”, e que preside aquele que já foi considerado o “maior país cristão” da atualidade, e que sabe o efeito de suas aparições e fotos, se permitiu ser fotografado rindo e jogando golfe logo após o fato, em férias!
Quando sabemos que, qualquer outro presidente americano que se dissesse “cristão”, estaria na TV falando algo mais contundente sobre uma situação assim… E estaria fazendo algo!
Tristemente, tudo o que está acontecendo faz todo o sentido para mim, nos dias que vivemos.
Ser chargista satírico é importante e relevante… Mas ser de Jesus, nem tanto nestes dias… não é assim?
Bom, eu estudo profecia bíblia desde 1974, como já falei aqui antes.
Ao longo de décadas, um texto da profecia bíblica ficava meio que perdido em seu cumprimento, e era aceito apenas pela fé! Algo que viria no futuro...
Agora, desde o ano passado este texto começa a ganhar outro contorno!
As decapitações!

Apocalipse 20:4 "Vi também tronos, e nestes sentaram- se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos”.

Sim, ao longo de décadas, muitos cristãos foram mortos por seu testemunho, em diversos regimes opressores ao evangelho como já falei no post anterior, sobre a Janela 10/40, mas decapitações não estavam mais "em uso”. Em nossos dias, quando estamos cada vez mais perto do que entendo serem os últimos dias, esta morte cruel volta a ser praticada. Publicamente! E, claramente, associada a uma questão de fé! 
Mais um sinal claro, para quem ainda precisa de mais sinais para entender...
E sim, se observarmos o texto com cuidado, veremos que há um degrau a mais a subir para seu pleno cumprimento!  Os mortos o serão por seu testemunho e confissão acerca de Jesus, O Cristo, e também para não receber a marca da besta
Ou seja, as decapitações serão adotadas pelo regime que virá, que unificará toda a humanidade em um único "sistema de governo", e uma "única religião"!
E assim, a única forma de agradar a Deus naqueles dias logo mais à frente, será rejeitar este sistema, e ser morto desta forma… E assim sendo, fica claro que haverá uma grande confusão e traições entre cristãos!

Mateus 24:6-10 “E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores. Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos”.

Ou seja, à medida em que a coisa vai apertando, provavelmente alguns vão entregar outros para tentar se livrar… pelo terror de ser morto! Quem quiser “fazer um acordo” para permanecer vivo, eventualmente terá sua vida poupada, mas, com certeza, não será recebido por Deus!
Sei que muitos encaixam estes textos apenas para serem cumpridos durante a assim denominada “Grande Tribulação”, como eu fazia antes, mas se você crê assim, seja sincero e me responda: O que é isso que estamos vendo HOJE?
Mas o meu ponto principal para este post é o seguinte...
Segundo a Palavra, estas ameaças e estas mortandades vão aumentar…
A opressão visível tem a meu ver, outro objetivo, “escondido” por trás da indignação que vai crescer se/quando este movimento aumentar…Esta perseguição vai gerar uma unidade de interesses, para enfrentar uma "ameaça comum”… Que, creio, vai ser o embrião desta religião única…
Que tem por impedimento para ser uma prática espiritual mais ampla, apenas aqueles que são de Jesus e que sabem quem são! E sabem quem não são! Falsos profetas, que vão querer manter seus lugares de "proeminência gospel" vão buscar acordo com líderes de todas expressões de fé, inicialmente os que se apresentem como “cristãos” ou “da cruz”. Todos estes vão se mobilizar para “enfrentar um inimigo comum” e este engano parecerá absolutamente “bom” e não “mal”… E muitos, confundidos, abraçarão uma causa sutilmente equivocada. E todos que rejeitarem participar deste “acordo” ficarão em muitas dificuldades… provavelmente serão entregues ou denunciados com diz o texto bíblico.
Assim, agora, enquanto podemos aqui no Brasil avaliar esta situação ainda a distância, peço que você reflita. Estude os textos com calma enquanto há!
Digo veementemente segundo A Palavra: "Não há base bíblica para este tipo de acordo para uma resistência"! Não existe esta opção dada por Deus, que sabe TODAS as coisas e que já nos avisou há muito tempo que isso iria ocorrer… SE Ele for livrar alguém da morte nestes dias, Ele mesmo o fará! SE alguém tiver que morrer nestes dias por sua confissão de fé, receberá superior ressurreição!
Saiba que nosso Deus não foi pego de surpresa por esta circunstância terrível para os últimos dias, pelo contrário!
Ele disse claramente, bem antes, que haveria tudo isso em algum momento…
E disse também que honraria os que morrerem para manter sua fé e sua confissão, como vimos no texto acima.
Veja mais estes dois textos:

I Timóteo 4:1-3 "Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência, que proíbem o casamento e exigem abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos, com ações de graças, pelos fiéis e por quantos conhecem plenamente a verdade.”

II Coríntios 6:16-18 "Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso”.

Sim, não há comunhão ou acordo entre luz e trevas.
Quem não está em Cristo, está em trevas mesmo que se diga "da cruz”.

João 3:16-20 "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem argüidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus".

Muitos que se dizem “da cruz” ou “cristãos”, não crêem em Jesus! Não crêem na Sua ressurreição. Outros não crêem que Jesus é Deus! Outros não crêem que Ele é O Único Caminho! Outros crêem que Ele desceu da cruz e teve filhos. Outros crêem que há outra mediadora além de Jesus O Único Mediador! Outros não crêem que a Bíblia é a revelação suficiente e única. Outros querem fazer boas obras e abraçar Jesus. Outros crêem que vão reencarnar e terão outra oportunidade.
Sim! E muitos que crêem em todas estas coisas se dizem cristãos…
Segundo A Palavra, estão em trevas e não na Luz que é Jesus… Portanto, segundo A Palavra, não há comunhão. Não há mesmo jugo. Não há movimento para uma situação como a que vivemos hoje.
Meu querido, quando vierem propor que todos estejam juntos, "negociando e flexibilizando" aspectos de fé para promover uma "unidade" para não serem mortos ou serem mais aceitos, não faça parte deste acordo. Será um engano terrível que está sendo muito bem preparado para enganar os que não sabem o que creem. Talvez, até mesmo alguns “pastores e apóstolos famosos e midiáticos” estejam no meio dos negociadores deste acordo ou movimento…
Entenda que isso não está de acordo com A Palavra.
E este é o principal motivo que me leva a escrever hoje...
Enquanto tudo que vemos está "apenas" na TV e Internet, e ainda não acontece por aqui, aproveite para estudar e saiba muito bem o que crê. Leia tudo que há em sua Bíblia sobre o tema. Concorde ou discorde de mim, mas fundamente sua opinião pela Palavra! Para você mesmo! Saiba MESMO em Quem confia e o que crê. 
Esteja preparado para, se for o caso, ser levado a uma situação em que a única saída será até mesmo morrer para não negar Jesus O Cristo, e não "flexibilizar" o que crê por que algum "falso mestre" ensinou que isso "não é bem assim", e que não tem "nada demais" negar a Jesus "só um pouquinho", pois, afinal “será uma situação extrema”. Depois, pode orar, pedindo perdão, e tudo estará bem… Não!
Sei que o que estou escrevendo está, talvez, um pouco fora do tempo… Antes do tempo...
Mas prefiro correr este risco pois, talvez, quando "chegar o tempo", não seja mais possível escrever algo público para tantos lerem…
Se ao concluir sua leitura você concordar com o que proponho aqui, salve no seu computador, compartilhe com outros, guarde para quando a coisa apertar, por que segundo A Palavra, vai apertar… 
E há até mesmo um número determinado de cristãos que serão mortos pelo seu testemunho. Número que só Deus sabe… 
Até que a taça seja cheia para que Ele julgue e vingue seu sangue como você vai ler abaixo, no texto de Apocalipse 6! 
Porque Ele é o Deus vivo e Todo Poderoso, e Ele mesmo Se encarregará de fazer a Sua Justiça!

Lucas 9:24 "Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará”.

Lucas 12:7 "Digo-vos ainda: todo aquele que me confessar diante dos homens, também o Filho do Homem o confessará diante dos anjos de Deus; mas o que me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus”.

Apocalipse 6:9-11 "Quando ele abriu o quinto selo, vi, debaixo do altar, as almas daqueles que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho que sustentavam. Clamaram em grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? Então, a cada um deles foi dada uma vestidura branca, e lhes disseram que repousassem ainda por pouco tempo, até que também se completasse o número dos seus conservos e seus irmãos que iam ser mortos como igualmente eles foram".

Apocalipse 12:11-12 "Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta”.

Bem encerro por aqui.
Se você ficou angustiado com este post, até entendo, mas não fique.
O Senhor reina! 
Ele vai cuidar dos que são Seus, mesmo que alguém seja levado diante da morte. Ele sabe exatamente o que vai acontecer, e nos avisou de antemão.
Ele reina!
Mesmo que aparentemente a situação fique fora de controle em algum momento no futuro, saiba que ficará fora de controle para os homens que não O conhecem, pois NUNCA estará fora do Seu Controle!
Jesus tem a chave da morte, do inferno, do céu e do Reino!
Ele fecha e abre TODAS as portas que quiser, e abre TODAS que achar necessário… 
Ele nos conduzirá ao lar eterno como prometeu que faria, e fará, se somos dEle!
Ver dia após dia que TUDO o que Ele disse que iria ocorrer está acontecendo, apenas confirma que tudo o que Ele disse que vai acontecer irá. Isso aumenta nossa segurança de fé. O cumprimento do que vemos aponta para o fato que haverá o cumprimento do que ainda não vemos... Cresçamos na fé!
Mas lembre!
Ele não nos chama a pregar "resistência armada". Ele não nos chama a resistir com "estratégias humanas".
Mas sim, pela fé, e pela confissão da Sua Palavra! 
Ele nos chama a pregar o Evangelho do Amor de Jesus Cristo para a salvação de todo aquele que nEle crê.
Continuaremos pregando o Evangelho da Graça, por meio da fé. Pelo arrependimento de pecados e pela Palavra. Continuaremos pregando a Vida que há em Jesus Cristo. Somos chamados para continuar assim fazendo, até o fim! Enquanto isso, confie e descanse nEle e acompanhe tudo o que está acontecendo. 
Não sei se você está percebendo, mas as coisas estão ficando um pouco mais intensas. Cada dia mais...
Observe o que vai acontecer ao longo dos próximos tempos, tendo sempre os textos bíblicos como norte para compreender os fatos.
Só assim você saberá como se posicionar quando for necessário.
E claro, como sempre convido…
Veja os sinais!

Deus abençoe!

Haroldo Maranhão

sábado, 14 de fevereiro de 2015

O EQUÍVOCO PROFÉTICO QUANTO A JANELA 10/40... E O JUÍZO QUE VIRÁ...


Por um bom tempo eu considerei verdadeira a ideia da necessidade de se pregar o Evangelho para todos os “povos não alcançados” antes da volta de Jesus.
Pois só após isso acontecer, Ele poderia voltar!
E as nações da assim chamada Janela 10/40 (referência ao quadro “latitude x longitude” em que se encontram) são as que concentram estes que seriam os tais “povos ainda não alcançados” com o evangelho.
Os NÃO evangelizados. Ou os MENOS evangelizados.
O texto base para esta tese está em Mateus 24:14, nas palavras do próprio Jesus: “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim”.
Ou seja, enquanto não for pregado o evangelho a todo o mundo, não poderá vir o fim...
E sim, nestas nações encontramos atualmente pouca ou quase nenhuma penetração do evangelho.
Encontramos lá perseguição a pastores, missionários e igrejas que pregam Jesus Cristo.
Também encontramos em outras, pouca ou nenhuma liberdade para se pregar o evangelho.
Ameaças, prisões e até mesmo mortes.
O crime? Crer em Jesus e pregar o evangelho...
Assim, estes povos seriam, em nossa perspectiva, “povos não alcançados”!
E pelo fato de que encontramos tamanha dificuldade de se penetrar nestas nações com missionários, Bíblias, igrejas constituídas, e tudo o mais, muitos creem que é necessário ainda muito tempo para que esta palavra de Jesus se cumprisse.
Na verdade, ainda faltaria MUITO tempo para a volta de Jesus, pelas palavras de Sua própria boca, pois não dá nem para imaginar quanto tempo levaria para estas nações serem evangelizadas...
Mas pare para pensar um pouco comigo... Será que é esta a ideia do texto mesmo?
Indiscutível é a necessidade de cobrir aquela região de oração.
Indiscutível é a necessidade de manter todas as estratégias missionárias na “Janela 10/40” onde for possível.
Indiscutível é a necessidade de investir recursos para suporte de tudo o que está sendo feito ali, seja em sustento dos missionários, das estruturas físicas, equipamentos e materiais.
Indiscutível que precisamos buscar assegurar que todas as pessoas possam ouvir o evangelho de Jesus, em nossos dias, de uma maneira livre e poderosa.
Assim como indiscutível é a necessidade de se pregar o evangelho a todos... Afinal, a ordem de Jesus Cristo “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” está em vigor!
Entretanto, independente da admirável dedicação de tantas e tantas pessoas, conhecidas e anônimas (na terra, não no céu), que sofreram e até mesmo morreram em tantas destas nações para que o evangelho fosse ali pregado em nossos dias, por amor a aquelas pessoas que lá vivem, vejo que há um equívoco no “ângulo de observação” de quais são os povos não alcançados hoje.
Pelo menos em relação à ideia de indicadores de tempo quanto a necessidade de o evangelho ser pregado a todas as nações até Sua vinda, o  entendimento pode estar errado.
Digo isso porque o “epicentro” desta análise de "povos não alcançados", bíblica e literalmente, não pode ser os Estados Unidos da América, o Brasil, ou outros países que nem haviam sido "descobertos" ainda quando Jesus fez esta afirmação.
Se lermos com atenção as últimas Palavras ditas por Jesus, que estão registradas em Atos 1:6-11 vamos entender o que proponho como reflexão para hoje:
“Então, os que estavam reunidos lhe perguntaram: Senhor será este o tempo em que restaures o reino a Israel? Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade; mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos. E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir”.
Bem, se observarmos texto, "o epicentro do mundo", segundo as palavras de Jesus, é Jerusalém!
Isso é indiscutível!
Nesta perspectiva, as nações não alcançadas que estavam "nos confins da terra" naquela época, eram as que nem haviam sido descobertas ou constituídas.
Os confins da terra são considerados a partir de Jerusalém! As nações não alcançadas TAMBÉM!
Assim, o Evangelho JÁ foi pregado em Jerusalém, Judéia, Samaria, em todas as nações ao redor de Israel.
Os apóstolos, e posteriores pastores, mestres, evangelistas, profetas JÁ espalharam o evangelho naquelas nações, até que chegassem até nós... nos últimos dois mil anos, isso já aconteceu!
E pensando assim,  vendo o mapa, ficará claro que, na verdade,  as primeiras nações evangelizadas estão na Janela 10/40!
Naquela época, para que o evangelho saísse e se espalhasse como aconteceu, necessário foi alcançar estas nações no em torno...
A pé, de cavalo, camelo...
Depois de algum tempo, por navios...
Apenas no mundo contemporâneo dos últimos tempos é que temos avião, TV, Internet e outros meios para pregar de uma maneira ainda mais intensiva a todo o mundo.
Portanto, considerando a evolução da pregação do Evangelho de Jesus desta forma fica claro que posso hoje, facilmente, incluir o Brasil ou os Estados Unidos da América como “confins da terra”, na perspectiva bíblica do texto que lemos...
E assim, posso entender que o evangelho "chegou aos confins da terra" APENAS nos últimos 500 anos, ou menos!
Aliás, não por acaso, o novo líder da Igreja Católica, o senhor Francisco, ao ser eleito no último conclave, se apresentou como “O Papa do fim do mundo”, em interessante jogo de palavras, que pode (e creio, DEVE) ser entendido como do “fim do mundo” literal.
Ou “dos confins da terra”, ou “do fim do mundo”, pela distância da Argentina, no caso, a Roma...
E se pensarmos em relação a Jerusalém, teremos o mesmo efeito.
Sim, meu querido, minha querida...
Eu não consigo mais crer que aquelas nações da Janela 10/40, do oriente médio e adjacências, são nações não alcançadas com o Evangelho, mas, creio sim, que são nações que já ouviram exaustivamente o evangelho de 2.000 anos atrás para agora.
Creio que ouviram e muito nos primeiros anos “’pós-Pentecostes”...
E creio que, nacionalmente, a maioria delas REJEITOU a Jesus, O Cristo como Senhor e Salvador! Optaram nacionalmente por outras práticas, outras religiões, outros ídolos e outros deuses... falsos.
Mas escolheram!
E creio, portanto, que o evangelho já foi pregado a todas as nações, tomando por ponto de partida o derramamento do Espírito Santo para este fim em Pentecostes, em Jerusalém, conforme lemos em Atos.
E creio, com base neste entendimento, que a qualquer momento poderemos ter a conclusão do assim chamado “tempo da plenitude dos gentios”, ou ainda, da “época da graça”, desencadeando a sequência dos eventos que antecedem a volta de Jesus e O Juízo.
Porque O Senhor Jesus não precisa esperar, talvez, mais uma década para que aquela região seja evangelizada...
Por que JÁ FOI!
Entende o que digo?
Isso é muito importante, porque O Senhor realizará diferentes níveis de Juízo naquele Dia!
Biblicamente, Ele vai julgar as nações, os homens, Israel e até mesmo a Sua igreja.
E a base do julgamento é como se posicionaram a respeito de Jesus, O Cristo, e Sua Palavra, as obras realizadas, e como tratam Israel. Além, claro, dos pecados nacionais.

As nações:
Salmos 96:13: ... “na presença do SENHOR, porque vem, vem julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, consoante a sua fidelidade”.
Salmos 98:9: ... “porque ele vem julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, com equidade”.
Isaías 2:4: "Ele julgará entre os povos e corrigirá muitas nações; estas converterão as suas espadas em relhas de arados e suas lanças, em podadeiras; uma nação não levantará a espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra".
Sim, O Senhor Deus trata as nações coletivamente, e os homens individualmente...
Assim, nas nações da Janela 10/40, que O rejeitaram nacionalmente, encontramos centenas ou milhares de pessoas justificadas em Cristo. O que não muda o fato da condenação da nação.
O que não muda a realidade da salvação de todo aquele que nEle crê! Em qualquer nação!
Mas também não muda o fato que a pregação do evangelho também é para condenação!
Não sabia?
João 3:18-20 “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do Unigênito Filho de Deus. O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras”.
II Coríntios 2:14-16 “14 Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento. 15 Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem. 16 Para com estes, cheiro de morte para morte; para com aqueles, aroma de vida para vida. Quem, porém, é suficiente para estas coisas”?
Aliás, O Senhor vai julgar também o mundo espiritual nacional, ou seja, os principados territoriais que agem sobre nações através de seus governantes!
Veja o texto de Isaías 24:21: “Naquele dia, o SENHOR castigará, no céu, as hostes celestes, e os reis da terra, na terra”.
Este capítulo de Isaías registra eventos do fim, e podemos entender que a maneira como as nações serão julgadas está ligada ao tipo de pecado nacional predominante.
Tanto isso é verdade, que na "inauguração" futura do Milênio, Satanás será proibido de enganar as nações!Leia em Apocalipse 20:1-3 "Então, vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente. Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos; lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo".Nações têm características espirituais diferentes, se é que você não percebeu.
Algumas nações são conhecidas por feitiçaria, como algumas nações africanas, o Brasil, por exemplo, é claramente conhecido mundialmente por sua corrupção e prostituição...
Mas a Suíça, por exemplo, é conhecida pela lavagem de dinheiro “em grande estilo e sofisticação”, bem como outros países também são conhecidos como “paraísos fiscais”, de maior ou menor monta...
Os Estados Unidos, por exemplo, por exportar a pornografia e patrocinar guerras...
E assim seguem os pecados nacionais, que podem até estar errados em nossa perspectiva, mas serão justamente julgados por Deus.
E também, regionalmente, a quantidade de sinais realizados, ou o tempo de pregação oferecido, afetam a forma dEle exercer Seu Juízo! 
Veja o que Jesus diz em Lucas 10:13-16 “Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom, se tivessem operado os milagres que em vós se fizeram, há muito que elas se teriam arrependido, assentadas em pano de saco e cinza. Contudo, no Juízo, haverá menos rigor para Tiro e Sidom do que para vós outras. Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno. Quem vos der ouvidos ouve-me a mim; e quem vos rejeitar a mim me rejeita; quem, porém, me rejeitar rejeita aquele que me enviou”.
Entretanto, independentemente dos pecados nacionais ou regionais, a maneira mais importante de juízo para as nações diz respeito a seus posicionamentos com relação a Israel.
A bênção proferida por Deus a Abraão e seus descendentes em Gênesis 12:3 não pode ser desprezada: “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra”.
Sim, há uma bênção para a forma como relacionamos todos com Israel, até hoje...
O Juízo tem por motivo, entre outros, o fato de as nações dividirem Israel.
Dividirem a terra que O Senhor considera como Sua! E veja que, embora nem todos creiam ou saibam, isso não mudou!
Veja Joel 3:1-4: “Eis que, naqueles dias e naquele tempo, em que mudarei a sorte de Judá e de Jerusalém, congregarei todas as nações e as farei descer ao vale de Josafá; e ali entrarei em juízo contra elas por causa do meu povo e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam por entre os povos, repartindo a minha terra entre si. Lançaram sortes sobre o meu povo, e deram meninos por meretrizes, e venderam meninas por vinho, que beberam. Que tendes vós comigo, Tiro, e Sidom, e todas as regiões da Filístia? É isso vingança que quereis contra mim? Se assim me quereis vingar, farei, sem demora, cair sobre a vossa cabeça a vossa vingança”.
Sim, a relação das nações com Israel é base para O Juízo do Senhor, que vem julgar as nações:
Apocalipse 19:15-16 "Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro e, pessoalmente, pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo- Poderoso. Tem no seu manto e na sua coxa um nome inscrito: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES".
Sim, O Senhor Se levantará para vencer a guerra por Israel, quando as nações se levantarem para cercar Jerusalém em um momento futuro:
Zacarias 14:12 "Esta será a praga com que o SENHOR ferirá a todos os povos que guerrearem contra Jerusalém: a sua carne se apodrecerá, estando eles de pé, apodrecer-se-lhes-ão os olhos nas suas órbitas, e lhes apodrecerá a língua na boca. 13 Naquele dia, também haverá da parte do SENHOR grande confusão entre eles; cada um agarrará a mão do seu próximo, cada um levantará a mão contra o seu próximo".
Sim, as nações serão julgadas pelos seus pecados, por suas atividades associadas a demônios que influenciam seus governantes, serão julgadas por sua posição em relação a Israel.

E seus cidadãos serão julgados com relação ao que fizeram quanto a Jesus, O Cristo!

Os homens:

Eclesiastes 3:17: "Então, disse comigo: Deus julgará o justo e o perverso; pois há tempo para todo propósito e para toda obra".
Até a última hora há esperança para os homens e mulheres de qualquer nação. Todos, na verdade, são chamados a se livrarem do Juízo, pois, quem está em Jesus, nem é julgado para a salvação! Lemos em João 3:18: “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus”.

Israel:
Hebreus 10:30: “Ora, nós conhecemos aquele que disse: A mim pertence a vingança; eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo”.
Na verdade, o período dos últimos dias, da Grande Tribulação é chamado “o tempo da angústia de Jacó” pelo Senhor! Jeremias 30:7 “Ah! Que grande é aquele dia, e não há outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será livre dela”.
Embora ao final O Senhor vá livrar Israel, o cenário será tenso e de angústia para Israel.

A Igreja:

I Pedro 4:17-19: “Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus? E, se é com dificuldade que o justo é salvo, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador? Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem”.
Sim, é pouco falado acerca de que o tempo do juízo começa pela igreja.
Nem é tão claro o ensino mas, se tomarmos por base as sete cartas de Jesus para a Sua Igreja em “sete endereços distintos”, podemos entender que há algum peso e algum confronto para nós, que precisamos como lemos em cinco das sete cartas, de arreendimento para que não nos sobrevenha algo. Tribulação, perseguição, falsos apóstolos, sinagoga de satanás misturada, Jezabel influenciando, Balaão e Nicolaítas...
Sim, tudo isso, eu creio, faz parte do juízo do Senhor em Sua casa... e algo mais.
Se você não leu as cartas contidas em Apocalipse 2 e 3, recomendo...

Bem, amigos aqui do Blog...
Reconheço que este ponto é polêmico, mas não posso deixar de propor para reflexão.
As nações da Janela 10/40 já ouviram, e já rejeitaram o Evangelho nacionalmente.
Mas entenda, e quero ser muito claro!
Aquelas nações precisam de missionários agindo lá para converter as pessoas...
Precisam de nossas orações para que haja conversões naqueles lugares.
Precisam de nossa compaixão quanto ao que acontece lá, que é terrível.
Não estou sendo indiferente ao que está acontecendo lá, com nossos irmãos...
Quem me conhece, sabe muito bem disso.
Mas eu creio, conforme fundamentei neste post, que estas nações até já estão debaixo de Juízo, que se agravará até o fim... Enquanto nações.
Creio também que as nações aqui do Ocidente, dos confins da terra, dia após dia, mudança de leis após mudança de leis, também caminham para oficialmente rejeitar A Palavra do Senhor, por abraçarem uma agenda oficialmente contrária aos princípios da Palavra.
E aqui incluo Estados Unidos e Brasil...
O meu ponto é que creio que aquelas nações JÁ FORAM evangelizadas, JÁ REJEITARAM o evangelho nacionalmente, e que, portanto, O Senhor Jesus não precisa esperar que elas sejam novamente alcançadas ou evangelizadas... Já foram.
Aquelas nações estão inclusive, oprimindo Israel ainda mais. Ameaçando ou ignorando ameaças.
Se todas aquelas nações já foram evangelizadas, como creio, e estão rejeitando nacionalmente o Evangelho, Jesus não precisa aguardar o esforço missionário que está sendo realizado em nossos dias para que Ele venha.
E muitas nações, aliás, estão se posicionando claramente de uma maneira ainda mais contrária em relação ao Evangelho! 
Estão proibindo ainda mais sua pregação, estão retirando ainda mais os direitos à liberdade de pregação, e em muitos lugares fechando igrejas, perseguindo e matando os que praticam sua fé em Jesus...
Estão inclusive fechando os olhos para movimentos extremistas que incendeiam igrejas e praticam barbaridades contra cristãos. Homens, mulheres, idosos e crianças. Repito!
Meu post não é para nos despreocuparmos daquelas nações.
NÃO!
MAS LEMBRE QUE SÃO NAÇÕES JÁ ALCANÇADAS, QUE POSSUEM CIDADÃOS NÃO ALCANÇADOS! NÃO RETIRE UM DÓLAR DO QUE INVESTE LÁ. NÃO DIMINUA UM MINUTO DO QUE ORA PELOS POVOS DE LÁ... EXISTEM PESSOAS QUE PRECISAM DE JESUS E LÁ É DIFÍCIL OUVIR.
EXISTEM CRISTÃOS PREGANDO, SOFRENDO E MORRENDO. SÃO CORPO DE JESUS COMO NÓS.
Mas reflita... a manifestação de Jesus, a Sua vinda e o Juízo que virá não depende destas nações serem totalmente evangelizadas.
Então, se assim for, para acontecer a Sua Vinda não falta mais tanta coisa assim...
Este post é apenas um alerta para que, se você é um dos que estava esperando o evangelho ser ampliado lá para começarem os últimos dias, bem... recomendo que repense sua posição.
O Juízo virá em breve e, algumas daquelas nações da "Janela 10/40" farão parte, inclusive, das principais manifestações contra Israel profetizadas para se manifestar nos últimos dias...
Mas aqui não há espaço para tratar destes textos hoje.
Fica para outro dia...
Mas fica o convite: Observe as nações!
Aliás, observando o movimento espiritual que está sobre muitas delas, ficará cada dia mais claro que o que a maioria das nações está fazendo já é absolutamente contrário à Palavra de Deus.
E elas estarão trazendo cada vez mais condenação sobre si.
Você não percebe?
Não consegue ver?
Veja os Sinais...

SHALOM!

Haroldo Maranhão

sábado, 7 de fevereiro de 2015

A CRISE DA ÁGUA E O JUÍZO QUE VIRÁ. UMA PARÁBOLA...


A primeira vez que fui exposto a uma palavra de ensino sobre os últimos dias foi no ano de 1974. Lembro até hoje os estudos, os conteúdos, a minha surpresa...
Depois acompanhei muito os estudos de meu pai sobre as profecias bíblicas e o apocalipse.
Bem, meu pai já está com Jesus, mas sua vida me influenciou a acompanhar o tema...
O tempo passou, e por que nada estava realmente em curso naqueles dias que apontassem para uma urgência do conteúdo não chamou tanto minha atenção como chama hoje...
Pois é inegável que lentamente, muitas coisas aconteceram ao longo deste tempo...
E em alta velocidade nos últimos anos.
Eu estava meio "adormecido para o tema", quando fui despertado pelo Espírito Santo a estudar sobre o tema em 2007. Fui desafiado por pastores amigos queridos a ensinar a respeito do tema por alguns domingos pela manhã daquele ano...
E quando comecei a rever meus estudos para me preparar, fiquei estarrecido em perceber quantos eventos já estavam acontecendo ao meu redor e eu não estava mais prestando atenção nisso...
Fui não despertado, mas "eletrocutado" pelo Espírito Santo.
Este tempo começou antes de iniciar este Blog, e fiquei tão impressionado com meus estudos, que passei a falar muito a respeito. Tanto, que fui encorajado por alguns amigos queridos e pela minha esposa a começar a escrever algo sobre o tema... a organizar o que estava estudando...
Um amigo muito querido me sugeriu um Blog. Bom, pensei que só eu e eles leríamos o que iria escrever... Achava que ninguém mais teria interesse em passar por aqui para ler o que estaria escrevendo sobre o tema.
Hoje fico muito feliz em perceber alguns anos, e algumas dezenas de milhares de acessos depois, que estava errado. Sim, existem pessoas interessadas em aprender, e se preparar para o que virá...
Mas por outro lado, quando passei a falar mais sobre o que a Bíblia fala acerca do assim denominado “fim do mundo” como conhecemos, percebi que muitas pessoas, talvez a maioria, embora percebam que algo estranho está em curso, se recusam a tomar alguma atitude acerca disso.
Elas parecem “anestesiadas”, e quase que se irritam em ser informadas acerca de eventos claros e cristalinos que vemos na mídia que confirmam que vivemos tempos sem precedentes, bíblicos.
Preferem “aguardar um pouco mais para ver o que vai acontecer”...
Alguns, creio, o farão até ser tarde demais"!
Outros, espero, reagirão antes... Se Deus permitir... Talvez, espero, você seja um destes!
Mas, concordo, quando avaliava esta reação das pessoas, fui obrigado a concordar que hoje  há uma dificuldade adicional para se avaliar o que está acontecendo, porque este conteúdo está sendo associado a um “pensamento religioso esquizofrênico” para alguns, ou ainda associado à “teoria da conspiração”...
Ambos “misturados no liquidificador” produzem certa atitude mais “blasé” nas pessoas, de pensar que, embora algumas coisas estejam mesmo estranhas, querem acreditar que “algo semelhante já aconteceu antes”, e não foi o fim...
Dizem algo como:
-  “Vocês que tratam do tema não tem “cara de gente séria”, não são cientistas ou pesquisadores, ou especialistas da Globo... são fanáticos religiosos ou conspiracionalistas pirados... então, bem... vamos aguardar um pouco mais para ver o que acontece. Quem sabe encontro gente séria falando sobre o tema em eventos mais estruturados e acadêmicos”...
E nesta confusão vejo o dedo de satanás enganando estas pessoas, confundido a todos acerca do tema, justamente por que ele mesmo sabe que o dia se aproxima, e que o seu tempo se esgota... Sim, como ele tem acesso a informações do mundo espiritual, pois há uma batalha em curso, sabe que pouco tempo lhe resta.
Apocalipse 12:12 "Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta".
E assim as pessoas que não se posicionam aumentam a taxa de risco que podem correr acerca de algo que virá.
Não por que se trata de tema de religiosos fanáticos, de conspiracionistas, ou algo assim...
Digo isso por que este tema que estamos falando é a Palavra do próprio Deus Vivo, e está registrada na Bíblia. Na verdade, Jesus Cristo declarou uma série de sinais a serem observados que antecederiam imediatamente a Sua vinda!
Mas entendo que muitas pessoas acham que a Bíblia é um livro de “contos da carochinha”, ou ainda, que ela foi muito modificada por pessoas ao longo da história, e que não é digna de crédito. Que na verdade, é uma farsa...
Para os que acreditam assim, ou encontram pessoas que pensam assim, recomendo um post que batizei de “A Bíblia, uma fraude”, em que apresento algumas comprovações claras de que seria impossível um “texto fraudado” ser cumprido tão literalmente, em situações claras e visíveis, em nossos dias...
Mas voltando...
Propus no título deste post que a atual “crise da água” aqui em São Paulo, e posso pensar no Rio e em Minas, pode ser também avaliada como uma parábola acerca destes dias...
Por quê?
Porque vejo um mesmo comportamento estabelecido na vida quotidiana das pessoas.
Aparentemente, diversas autoridades já nos alertaram e a imprensa nos informa dia a dia que “por volta de julho/agosto, a água do Sistema Cantareira vai acabar.
Avisa ainda que os outros sistemas estão muito baixos, e diminuindo.
Alguns vídeos já vasaram, como um em que o diretor da Sabesp, em uma reunião fechada, declarando que a água em São Paulo vai acabar.
E o que a população está fazendo por aqui quanto a isso, de verdade?
Nada!
Porque nada? Porque estão acreditando que “a coisa não é bem assim”...
Que alguém do governo vai fazer alguma coisa quando o pior vier.
Que quando e se chegar o dia em que a água realmente acabe, aí eu vou pensar no que vou fazer...
Que é uma briga política, que a culpa é do governo, que precisamos ir para as ruas protestar...
Que falar sobre o fim da água é um “exagero”, por que nunca aconteceu algo parecido, que é só questão do clima mudar e voltar a chover para tudo voltar ao normal...
MAS...
E se nada acontecer?
E se a água realmente acabar em São Paulo?
E se?
Você já pensou no que fará? Tem um plano? Tem alguma idéia?
Ouviu alguém em quem confia para pensar em alguma alternativa?
Percebeu que você está vendo uma coisa que nunca aconteceu antes, ser avisada que IRÁ acontecer dia a dia se cumprindo diante de seus olhos, mas você não se arrisca a fazer nada?
Impressionante, não?
E mais ainda...
Percebeu que os governantes NÃO FALARAM A VERDADE sobre isso ao longo do ano passado, por questões eleitorais?
Que preferiram não avisar para ninguém antes, para “não gerar pânico”?
Para não perder as eleições?
Para não afetar os negócios?
Bem, a primeira vez em que escrevi sobre o comportamento dos governantes neste tipo de situação, e como será o comportamento de todos mais próximo do fim, foi em 2011.
Ali comecei a entender melhor como a coisa funciona, e vejo por figura o que virá, pelo comportamento deles diante desta situação hoje...
Se tiver tempo, leia o post clicando aqui.
Bem, este comportamento da população que vemos como uma parábola aqui em São Paulo foi claramente predito por Jesus, quando estava falando acerca destes dias em que vivemos.
Não sobre a questão da água de São Paulo, pois este não é um tema bíblico. Apenas uma figura. Uma parábola...
Mas o que Ele disse claramente acerca do fim é que as pessoas não vão perceber ou reagir, como aconteceu nos dias de Noé. E exatamente como acontece hoje diante da falta de água.
Embora Noé estivesse construindo a arca, sim, algo escandaloso como uma arca, e estivesse falando que iria chover, ninguém fez nada.
Como nunca tinha chovido até aquele dia, e ninguém nunca tinha visto algo sendo construído como a arca que Deus ensinou a Noé como construir, ignoraram...
E embora Noé estivesse avisando a todos sobre o Juízo viria enquanto a arca era construída, ignoraram, postergaram, ridicularizaram, não creram, não se prepararam...
Se quiser ler um pouco mais sobre como os dias de Noé apontam para nossos, clique aqui.
Veja as Palavras literais de Jesus em Mateus 24:37-39: “Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem. 38 Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem”.
Sim, só acordaram quando era tarde demais.
Há alguns anos eu li um texto que me perturbou, sobre a assim chamada síndrome NORMALCY BIAS!
Trata-se de um padrão de comportamento, para o qual não achei tradução ou o nome correto em o português. Se algum psicólogo ou estudioso puder me ajudar, agradeço.
Esta síndrome se manifesta fazendo com que as pessoas não consigam tomar uma atitude de auto proteção ao perceber que algo que nunca aconteceu antes está em curso.
Um relato importante para o estudo deste padrão psicológico aconteceu com a análise do comportamento da comunidade dos judeus na Áustria, quando Hitler começou seu hediondo movimento de perseguição.
Alguns poucos conseguiram reagir logo no início, ao perceber o que estava acontecendo e fugiram. Foram os que se salvaram.
Mas a maioria achou que não era possível acontecer o que parecia que estava acontecendo.
E ignoraram. Não fizeram nada. E tudo piorou.
Perderam suas casas e negócios.
Mas acharam que esse já era o limite. Que era um absurdo o que estava acontecendo, e que agora tudo iria voltar ao normal, pois nunca tinha acontecido algo assim... Mas tudo piorou.
Muitos foram presos e até torturados. Mas os outros acharam que já tinham alcançado o limite. Que as coisas iriam normalizar. Que agora já tinham atingido o limite, e que nada pior poderia lhes sobrevir. Mas tudo piorou ainda mais.
E o resultado disso, foi a tragédia que aconteceu, que conhecemos, e que é uma triste e vergonhosa página da nossa história.
Sim, todos os demais morreram de forma horrível.
Embora percebessem que algo que nunca tinha acontecido se desenrolava diante de seus olhos dia a dia, não acreditaram. Não conseguiram reagir. Ficaram paralisados e imóveis. Morreram.
Esperando que tudo passasse...
Este é o principal problema deste comportamento.
Quando o ser humano se vê diante de algo que nunca aconteceu, mesmo que seja uma grande ameaça, em sua maioria não conseguem reagir. Não acreditam no que está acontecendo, por que nunca aconteceu antes. Não acreditam na situação clara, que está diante de seus olhos, por que NUNCA ACONTECEU ANTES!
Bem, o mundo está mudando diante de nossos olhos.
Só que, aparentemente, todas as coisas que estão acontecendo, ou nunca aconteceram antes...
Ou já aconteceram antes, mas separadamente...
Mas, vamos ser sinceros...
Nunca tantas, de forma tão intensa, e de tantas formas, e... ao mesmo tempo.
A diferença é que Deus está dando muitos e muitos sinais para a humanidade.
A questão da água daqui de São Paulo não é bíblica, não sou especialista. Não sei se vai acabar mesmo ou não... o que posso avaliar sobre a questão, biblicamente, escrevi há algum tempo, e você pode ler se quiser, clicando aqui.
Mas o tema do fim é bíblico!
É claro.
Tem indicadores claros do cenário que antecede, e tem instruções precisas sobre o livramento...
Hoje existem pessoas e mais pessoas como eu, pregando, escrevendo, registrando, alertando aos que buscam, nos mais diversos idiomas, com os mais diversos estilos de escrita...
Muitos sites e blogs, muitos deles muito melhores que o meu. Faça sua pesquisa...
O que posso dizer, com certeza, é que não há uma data certa que possamos marcar, mas é inegável que o tempo encurta.
A cada dia... Falei sobre isso neste post sobre coincidências para 2017.
Mas não marco datas...
Ainda assim, muitos, como eu, estão entendendo que algo está em curso, e estão tomando todas as providências bíblicas possíveis para estarem preparados...
Muitos estão vendo, observando, vigiando, orando...
Você não consegue ver?
Veja os sinais...

SHALOM!

Haroldo Maranhão