sábado, 26 de dezembro de 2015

O PAPA DO FIM DO MUNDO....



ATENÇÃO! ESTE POST, EMBORA ESTEJA APOIADO NO PRINCÍPIO DE LIBERDADE DE EXPRESSÃO E DE DEBATES DE IDÉIAS SOBRE DECLARAÇÕES PÚBLICAS DO SENHOR FRANCISCO, LÍDER DA IGREJA CATÓLICA, CONCORDO QUE MINHA VISÃO SOBRE ESTAS OPINIÕES COMPARADA COM TEXTOS BÍBLICOS PODE PARECER OFENSIVA AOS MEUS AMIGOS CATÓLICOS. ASSIM SENDO, CONSIDERO IMPORTANTE DESTACAR QUE, SE VOCÊ É CATÓLICO, VOCÊ PODE NÃO GOSTAR DESTE MEU TEXTO. POR ESTE MOTIVO, SUGIRO QUE CONTINUE SUA NAVEGAÇÃO PELA WEB EM OUTROS SITES. DEUS ABENÇOE!
Quando foi apresentado ao mundo, após o Conclave que o elegeu, em uma declaração muito bem-humorada, referenciando a distância entre a Argentina e o Vaticano, ele se declarou o “papa do fim do mundo”... Declaração que pareceu ser uma simples e boa piada, mas que hoje, diante de outras atitudes e declarações, já pode ser considerada, no mínimo, ambígua.
Afinal, sobre si pesa a famosa profecia de São Malaquias, segundo a qual Bergolio, o Francisco, seria na verdade, ou hipótese, “Petrus Romanus”, o último papa da história da igreja católica, já que "o fim do mundo" ocorreria neste papado.
Escrevi um post sobre este tema antes da renúncia de Bento XVI, hipotetizando sobre a possibilidade desta renúncia, devido ao conteúdo que estava pesquisando e estudando na época. Publiquei o post em 22 de abril de 2010, bem no início do Blog, e... acertei!
E foi exatamente neste post que publiquei na íntegra a famosa profecia de São Malaquias...
Que você também pode conferir aqui, no Wikipedia... Esta profecia diz que este papa seria o que "pastorearia a igreja em um tempo de terrível tribulação, quando Roma seria destruída e que viria o fim"...
E a antiga profecia deste papa católico definiu o cenário para que o senhor Francisco estivesse sentado nesta cadeira no Vaticano, justamente nestes dias. Eventualmente, cumprindo a profecia de ser “o papa do fim do mundo!" Sabendo que este entendimento é segundo São Malaquias, e não segundo a Bíblia. E parece que diante deste cenário, o senhor Francisco tem seguido uma agenda bastante estranha para alguém que deveria, pelo menos, crer na Bíblia! Veja comigo:

Ele disse que um ateu pode ser salvo se praticar boas obras... E ele que, segundo reza a tradição da Igreja, tudo o que fala sobre fé é infalível e inerrante, acabou por ser corrigido por líderes menores da igreja!
Aparentemente, ele não crê no texto bíblico de Adão e Eva e nem na existência do inferno... O que é até coerente, já que disse que a teoria da evolução faz sentido, e que Deus não é um mágico para tirar coelhos da cartola... Com esta frase, ele nega o texto de Gênesis 1:1 que diz que O Senhor exatamente criou tudo o que conhecemos do nada... não de Sua cartola, mas pela Palavra do Seu poder!
E o que me chama a atenção, é que ele já disse que seu papado será curto. E se estiver certo sobre a sua duração, ele sairá da sua posição até o final de 2017!
Para piorar, e entrando no meu conteúdo de hoje, destaco que em sua prédica da missa deste natal, do alto de sua autoridade religiosa e de influência, ele endossou a ideia de que deveriam dividir Jerusalém e parte do estado de Israel para criar um estado palestino... Duas capitais em Jerusalém!  Algo que embora até pareça que pode vir a contribuir para a “paz mundial”, é absolutamente contrário ao desejo do Senhor Deus...  E digo isso pois, segundo Sua Palavra escrita, entre outros motivos, a divisão de Sua terra vai contribuir para a vinda do juízo, quando Ele mesmo vai julgar as nações, entre outros motivos, por que fizeram isso em Israel!
Leia comigo Joel 3:2 “ ... congregarei todas as nações, e as farei descer ao vale de Jeosafá; e ali com elas entrarei em juízo, por causa do meu povo, e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam por entre as nações; repartiram a minha terra.”
Sim... Ou ele não conhece a Bíblia, ou conhece, e despreza seu conhecimento.
Bem... aprofundando meu post, quero incluir aqui dois pontos importantes e estranhos sobre seu papado ser o do fim do mundo...
Recentemente, nestes dias que antecederam o natal, ele disse algo que para mim é sua declaração mais importante e contundente acerca do tempo em que vivemos e dos dias adiante de nós. Depois de já ter afirmado que estamos em meio ao inicio da terceira guerra mundial por conta dos atentados recentes em Paris, disse agora em meio a comemoração deste natal, que os que assim fazem, estariam, provavelmente, celebrando o último natal como conhecemos...
O que isso significa? O que ele sabe que não sabemos?
Ou sabemos, e entendemos mais do que muitos podem pensar?
Bem, neste momento em que sua encíclica recém divulgada trata do fato que ele pede um sistema de governo global, que, claro, tenha um líder mundial para cuidar disso, percebo que ele não lê ou não crê no que está escrito...
Afinal, a Bíblia é muito clara em tranquilizar o senhor Francisco que sim, exatamente nos últimos dias haverá um líder mundial, que governará sobre todas as nações, e sobre todas as pessoas da terra, e, assim, atenderá ao clamor de sua encíclica...
Na verdade, a Bíblia dá até o seu nome: O anticristo...
Bem, as coisas estão mudando rapidamente, cada dia mais, diante de nossos olhos.
Você não consegue ver?
Veja os sinais...
Que Deus nos abençoe em tempos tão estranhos para se viver...
Haroldo Maranhão