quarta-feira, 9 de novembro de 2016

O CÓDIGO DA BÍBLIA E A ELEIÇÃO DE TRUMP...


Bem, espero que não me apedreje ainda, mas sim, eu acredito no "Código da Bíblia".
Desde que li o primeiro livro sobre os experimentos do matemático israelense Eliyahu Rips, escrito pelo jornalista americano Michael Drosnin, fiquei fascinado. Já li os outros dois...
A possibilidade de encontrarmos no texto hebraico bíblico original a revelação da eterna Sabedoria e Presciência de Deus, escondendo e revelando informações sobre pessoas e fatos importantes da história da humanidade, era por demais de espetacular...
Escondidos no meio do texto bíblico, cifrados por uma fórmula numérica impossível de ser descoberta até nossos dias, apenas com computadores de alta capacidade de processamento, estavam os principais fatos da nossa história.
Embora a lógica original tivesse sido descoberta supostamente por Isaac Newton, que teria percebido que a palavra TORA (Lei em hebraico) aparecia no texto hebraico original do pentateuco em saltos simétricos de determinado número fixo de letras, era possível com recurso de cálculos manuais...
A origem da descoberta veio pela observação que a palavra TORA aparecia em seu sentido normal de leitura em Gênesis e Êxodo, no sentido reverso em Números e Deuteronômio, e centralizada em Levíticos, apontando assim para a centralidade da Lei nos cinco livros de Moisés. 
Algo impossível para a mente humana fabricar ou falsificar, pois esta disribuição das letras ocorre com no meio das palavras que compõe o texto narrativo original...
Os autores do livro divulgaram a descoberta que fatos relevantes da história estavam escondidos da mesma maneira, e registraram a fórmula matemática de saltos equidistantes após se sujeitarem a exames feitos por matemáticos e outros, que poderiam autenticar o experimento.
Sei que muitos de vocês já conhecem o "Código da Bíblia", mas como nem todos conhecem, optei por fazer esta breve introdução.
Sei que muitos torcem o nariz para isso, e respeito. Sei que é tema controverso...
Mas eu acredito, porque entendo que apenas a insondável e inalcançável mente do Senhor poderia esconder fatos históricos em meio ao texto da Palavra, milhares de anos antes de acontecerem!
Sim, esta descoberta reforça o meu entendimento da grandiosidade da Sabedoria do Senhor, e confirma que Ele reina sobre todas as pessoas, as que nEle creem e as que o rejeitam e até mesmo blasfemam, bem como sobre todos os eventos ao longo de toda a história da humanidade...
Mas até então, o autor do livro e descobridor do Código e outros rabinos especialistas no sistema, conseguiam apenas comprovar que fatos passados já estavam registrados antes que acontecessem...
Mas o desejo do homem de saber o futuro, fez com que todos passassem a tentar prever o futuro, misturando kaballah e outros recursos, o que, com certeza, não é o que deveriam fazer diante de Deus, Tentaram transformar o Código em uma "bola de cristal" ou um "orãculo"....
E até então não conseguiam, e muitas previsões falharam, porque não era possível administrar todas as variáveis futuras para fazer “perguntas” para o texto hebraico original.
E eu nem creio que esta é a idéia do Senhor, permitir ser possível prever o futuro desta maneira...
Creio que apenas a profecia bíblica deve ser estudada e compreendida em seu texto literal bíblico.
Também creio que pela revelação dO Espírito Santo, o que está no texto e já está disponível para entendermos em nossos dias, recebemos... O que somente será liberado mais adiante, aguardamos...
Mas parece que para esta eleição, assunto que, embora importante para o mundo, é secundário diante da profecia do Senhor para o futuro próximo, foi liberada uma descoberta! Ou não?
Mesmo que não seja Deus o Autor deste código, e esta profecia seja um chute, bem, o fato é que o rabino Mattihayu Glazerson fez, supostamente, a descoberta da previsão da vitória de Trump no código da Bíblia em julho deste ano... Quando parecia impossível prever tal vitória. Será?

Em vídeo publicado em 6 de julho, o Rabino já apontava a vitória de Trump pelo "Código"

Por algum motivo, O Senhor permitiu esta descoberta vir à luz....
Descoberta que não altera em nada a profecia bíblica clássica e inspirada pelo Espírito Santo, revelada nos livros proféticos da Bíblia, que podem ser lidos de maneira normal, por qualquer pessoa, e não por códigos que poucos podem entender e manusear...
Sim, uma coisa não tem nada a ver com a outra...
Mas, mesmo que seja uma fraude este experimento do rabino postado em julho apontando a vitória de Trump, até ontem a maioria dos formadores de opinião e especialistas americanos, predominantemente davam a vitória de Hillary como certa...
O que será que aconteceu?
Talvez Hillary pregando abertamente o aborto como politica pública e plataforma de seu governo, e deixando claro que pessoas "teriam que mudar sua convicção religiosa" acerca do fato, passou do ponto diante de Deus...


"RELIGIOUS BELIEFS HAVE TO BE CHANGED"...
Hillary: "Crenças religiosas precisam ser mudadas"... Pergunto: Até que ponto? Qual agenda?

Até porque quem teria que mudar sua fé, seriam, obviamente, os cristãos...
Sim, nenhum dos dois é candidato “santo”, mas parece que ela passou do ponto com todo o conteúdo dos seus e-mails investigados (?) pelo FBI, e, no caso específico que destaco, com esta declaração que afronta muito mais a "crença religiosa" que deveria ser predominantemente defendida pelos cristãos que creem na Palavra de Deus, e sabem que aborto é assassinato de bebês.
E o que vai acontecer agora?
Bem, Trump tem uma posição muito importante e profética para nós que cremos na Bíblia!
Ele apóia a tese de Jerusalém ser a capital de Israel, mesmo em um momento em que a UNESCO, de maneira ridícula e vergonhosa, diz que Israel não tem nada a ver com os sites históricos do Monte do Templo, do muro das Lamentações além de outros locais... 
Uma decisão sem amparo histórico nem bíblico, mas "normal" para organismos ligados à ONU, sempre em sua constante posição anti Israel...
Sim, esta posição pró Israel e "profética" de Trump é bem melhor que a de Obama e Hillary que preferiam a divisão de Israel em Jerusalém para que venha a ser metade capital de Israel, metade do Estado Palestino, contrariando frontalmente a vontade do Senhor... 
Embora saibamos que esta divisão vá acontecer em algum e seja uma das principais causas do Juízo que virá...

Joel 3:2 "... congregarei todas as nações e as farei descer ao vale de Josafá; e ali entrarei em juízo contra elas por causa do meu povo e da minha herança, Israel, a quem elas espalharam por entre os povos, repartindo a minha terra entre si."

O Senhor prometeu abençoar os que abençoam Israel, e amaldiçoar os que o amaldiçoam... 
Ainda que Israel de hoje não seja mais o povo original espiritualmente dos áureos tempos bíblicos, esta palavra do Senhor ainda está válida...
O rabino também já vê Trump como um “tipo” do Rei Persa Ciro, a quem O Senhor desperta em Isaías 45 para apoiar o povo de Israel a construir o seu segundo templo... será que Trump terá este papel nestes dias para apoiar a reconstrução do terceiro? Neste caso, que papel seria este?
Se isso for assim, estaríamos já em um período "pré Grande Tribulação"? Será?
Bem, o que sei é que neste ano de 5777 segundo o calendário hebraico, teremos Trump tomando posse exatamente no dia em que completará 70 anos, 7 meses e 7 dias!
E ele é uma "trombeta" (Trump) ressoando pelas nações hoje...reações das mais diversas ecoam...
Afinal, lembro que estamos às portas do interessante ano de 2017, conforme escrevi aqui, ano que não, não será do fim do mundo, mas sim, será um ano importante e profético para observarmos tudo o que possa acontecer em relação a Israel, pois a maioria das datas lhe dizem respeito...
Ou não?
Afinal, apenas a título de mais uma curiosidade interessante, pouco antes do início do ano, teremos uma Super Lua agora em Novembro, em meio a três super luas em três meses, algo absolutamente raro...E mais raro ainda será a maior em quase 70 anos, ou seja, a última foi em 1948...
E que ano interessante e profético este de 1948, quando Israel voltou a existir como nação!
Israel, nação que segue o calendário lunar, que celebra as festas do Senhor a partir da observação da lua, e que tem como seu tipo bíblico a lua...
Sim, a super lua deste mês é mais uma coincidência...
Ou Deus está procurando chamar a atenção de Israel?
Até por que o período da grande tribulação vindouro é conhecido na Palavra como a "angústia de Jacó", ou seja, será um período em que O Senhor encerra a época da graça, que diz respeito à Igreja, e volta a tratar com Israel, até o Juízo...
Bem, não há como saber ainda... precisamos aguardar e acompanhar.
O que digo sempre é que temos muitas coisas para observar, pois muitas coisas estão acontecendo diariamente que parecem fazer parte do cenário profético.
Você não consegue ver?
Veja os sinais!
Deus abençoe,

Haroldo Maranhão

2 comentários: