segunda-feira, 14 de novembro de 2016

O TEMPLO, PUTIN, TRUMP E A PROFECIA BÍBLICA


Uma das maiores discussões escatológicas dos que amam profecia bíblica é a questão da reconstrução o terceiro Templo de Jerusalém...
Este tema é tão importante que até Edir Macedo entrou na polêmica ao construir uma réplica de proporções exatas ao original aqui em São Paulo... 
Construção espetacular, é um edifício que não faz o menor sentido em nossos dias, nem para cristãos verdadeiros, muito menos para judeus... 
Será que esta construção de Edir terá ainda algum significado profético para os nossos dias? 
Bem... deixe isso para lá ou para o futuro...
O motivo do post é porque o tema da reconstrução do Templo em Israel está fervilhando nestes dias!
Conteúdo dos mais polêmicos, foi reaquecido nesta semana com a eleição de Trump para a presidência dos Estados Unidos, pelo fato que ele apoiou Jerusalém como capital de Israel, diferentemente de Obama e de Hilary.
Tratei disso no post anterior, que se tornou rapidamente um dos mais lidos da história do Blog. Se quiser ler, acesse o post clicando aqui.
E também porque Putin já havia se manifestado simpático à causa.
Isso fez com que o Sinédrio Nascente se manifestasse publicamente pedindo que Trump e Putin apóiem a reconstrução do Templo. Como "Ciros" contemporâneos...
Você vai encontrar mais sobre isso neste post do ótimo blog do Julio Severo, traduzindo artigo do site "Breaking News Israel".
Este pedido do Sinédrio ecoou pelo mundo como uma trombeta (trump?) apocalíptica. 
Sites, blogs, pastores especialistas em profecia bíblica e outros estudiosos, foram imediatamente eletrificados por este tema ser abordado com tanta intensidade nestes dias tão proféticos...
E assim, os que creem na reconstrução, e os que descartam esta possibilidade, ocuparam suas tribunas eletrônicas e púlpitos das igrejas para apresentar suas razões e contra razões.
E, claro, isso me leva a fazer o mesmo neste espaço. 
Faço porque entendo ser uma honra estar vivo nestes dias, para ver tantas profecias bíblicas se cumprirem diante de meus olhos e me levar a ter a convicção que estamos nos últimos dias...
E mais do que isso, poder ter a oportunidade de contribuir para que outros também formem suas próprias opiniões, baseados em textos bíblicos, é demais de motivador.
Pessoalmente, penso ser difícil firmar uma posição contrária à reconstrução do templo.
Podemos ter divergência quanto à sua função, e veremos isso à luz dos textos bíblicos que apresento mais à frente no post.
Iniciando com o óbvio, sim, é claro que Deus não precisa de um lugar específico para ser adorado e encontrado pelos que se achegam diante dEle...
Ele habita no coração dos que recebem Seu Filho, como lemos aqui:

Efésios 3:18-19 “... a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus”.

Sim, em Cristo podemos ser tomados da plenitude de Deus, sem necessidade de um endereço físico e isso é claro. Mas esta é a revelação que temos apenas pelo Espírito Santo, O Qual os judeus ainda rejeitam, porque rejeitam a Jesus Cristo como O Messias, e assim não recebem esta revelação nos seus corações...
Ainda aguardam Sua vinda e, por este motivo, ainda entendem que é essencial terem um templo para se relacionarem plenamente com Ele...
Vemos no registro de Lucas em Atos, da morte de Estevão, que isso não é novo...
Quando da conclusão de seu maravilhoso sermão, pregado justamente perante o Sumo Sacerdote e Sinédrio da época, Estevão afirmou que Deus não habita em obras humanas (e o segundo templo estava de pé naqueles dias...), e os confrontou com o fato que eles rejeitavam o Espírito Santo... 
A partir deste momento de sua pregação, eles se enfureceram de tal forma, que o mataram por "blasfêmia", por apedrejamento! Veja o texto:

Atos 7:48-58 “Entretanto, não habita o Altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta: O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés; que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso? Não foi, porventura, a minha mão que fez todas estas coisas? Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim como fizeram vossos pais, também vós o fazeis. Qual dos profetas vossos pais não perseguiram? Eles mataram os que anteriormente anunciavam a vinda do Justo, do qual vós agora vos tornastes traidores e assassinos, vós que recebestes a lei por ministério de anjos e não a guardastes. Ouvindo eles isto, enfureciam-se no seu coração e rilhavam os dentes contra ele. Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus. Eles, porém, clamando em alta voz, taparam os ouvidos e, unânimes, arremeteram contra ele. E, lançando-o fora da cidade, o apedrejaram”.

E o texto segue mais um pouco, e vemos em Atos 8:1 que "Saulo consentia em sua morte"... 
Mas atraído por Jesus, ele abriu o coração ao Espírito Santo, recebeu Sua revelação e depois, não mais Saulo, mas Paulo, o apóstolo, escreveu aos Coríntios que sim, o nosso corpo é o santuário do Espírito Santo! Santuário, não feito por mãos humanas... Veja:

I Coríntios 6:19-20 “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo”.

Portanto, nós que cremos em Jesus Cristo como Senhor, O Messias, O Ungido, sabemos disso, porque fomos comprados por preço para a Sua glória! Mas isso não é claro para os judeus desde aqueles dias.
Mas prosseguindo...
Vamos para  a profecia de Daniel, um dos textos mais importantes da Bíblia para nossos dias, e veremos que fica claro (pelo menos para mim...), que em algum momento no futuro, o anticristo fará uma aliança com muitos, dando início à "última semana profética de Daniel"...
Esta aliança incluirá Israel, com certeza, e creio que entre outras medidas de "proteção a Israel", facilitará para que seja reconstruído este templo... E, provavelmente, em um Monte do Templo pacificado, dividindo Jerusalém como capital de Israel e do Estado Palestino... (Será? Bem, é a minha opinião...).

Daniel 9:27 “Ele fará firme aliança com muitos, por uma semana; na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada, se derrame sobre ele”.

Mas na verdade, o engano virá, porque o templo não será para eles, judeus, adorarem a Deus, mas, sim, para que ele, o anticristo, seja adorado como Deus neste templo reconstruido... 
O Senhor Jesus lança ainda mais luz sobre este texto (em meu entendimento), no sermão profético:

Mateus 24:15-21 “Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo (quem lê entenda), então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes; quem estiver sobre o eirado não desça a tirar de casa alguma coisa; e quem estiver no campo não volte atrás para buscar a sua capa. Ai das que estiverem grávidas e das que amamentarem naqueles dias! Orai para que a vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado; porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais”.

Alguns que creem na visão preterista e alegórica de interpretar profecia bíblica (escola que respeito, mas da qual divirjo) que entende que este texto já se cumpriu quando da destruição do segundo templo, por volta do ano 70 d.c.
Neste caso, teríamos que aceitar que naquele tempo já teria havido uma "tribulação sem igual. como nunca houve nem jamais haverá" segundo as palavras de Jesus.
Bem, se compararmos "apenas" com o Holocausto da segunda guerra, veremos que houve tribulação maior para os judeus do que quando da destruição do templo (minha opinião), pois, além de tudo, estavam fora da sua terra.... E além disso (creio), ainda não aconteceram os demais sinais proféticos dados pro Jesus na sequencia do capítulo 24 do evangelho de Mateus.
Portanto, (creio) aquela profecia não se cumpriu ainda... mas (SEI) se cumprirá em breve.
Entretanto como não lemos claramente Jesus afirmar que esta "abominação" desoladora acontecerá em um templo, nem Daniel afirmar que será no "templo" na sua profecia, paira a dúvida se estamos mesmo falando do terceiro templo ou não... 
Será?
Bem, diante de todo o movimento político atual, não me parece mais uma questão de SE será edificado um terceiro templo, mas sim, QUANDO...
Eu pessoalmente, creio que será reconstruído...
Mas será que ele vai cumprir este papel profético apresentado por Jesus e referenciando a Daniel?
Será que, embora reconstruído, não seja esta a abominação desoladora que ocorrerá?
Pela profecia sabemos que algo abominável vai ocorrer, em "um lugar santo", que não sabemos aonde será ou como, mas sabemos que será realizada pelo anticristo, quebrando também, simultaneamente, um tipo de acordo ou aliança com Israel.
Eu creio que, reconstruído o templo, não o será para Deus, que não precisa dele, nem pediu sua edificação, mas reconstruído para o anticristo, pelo engano. Porque ele precisa...
Quanto aos estudantes e especialistas de escatologia que negam a reedificação, creio que terão uma dificuldade grande de negar este templo SE ele vier mesmo a ser edificado em alguns meses ou anos à frente...
Se não for reedificado, tudo ficará solucionado diante de outros eventos proféticos futuros.
Mas enquanto isso, o Instituto do Templo tem tudo preparado para sua reconstrução imediata.
Aliás, se você quiser, pode até mesmo fazer este “tour virtual” pelo "futuro" templo agora!


Será que suas reconstrução terá seu inicio já nos próximos meses?
Será que levará, ainda, alguns anos?
Porque será que tantos não conseguem nem mesmo ver o que está acontecendo diante de nossos olhos?
E você, consegue ver?
Veja os sinais...
Deus abençoe,

Haroldo Maranhão

10 comentários:

  1. Muito boa análise que junta notícias recentíssimas (novembro 2016) às narrativas biblicas de 600 Ac e às do tempo de Jesus. Vamos acompanhar com vivo interesse, pedindo a Deus discernimeno de ftos e de detalhes. Muito relevante o fato de que a maioria dos especialistas em politicas falharam em suas análises sobre a eleição de Trump nos EUA, que surpreendeu o mundo. AGeu Lisboa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo,
      Glória a Deus por que Sua Palavra é sempre atual e verdadeira!
      Grato pela amizade de tempos, e carinho aqui com o Blog!
      Ore por mim por aqui.
      Deus abençoe,

      Haroldo Maranhão

      Excluir
  2. Amado Pr. Haroldo, obrigado por nos edificar tanto!

    Gostaria de considerar as diferenças entre os textos proféticos apresentados em Lucas e Mateus, já que num diz "quando a cidade estiver cercada" e noutro "quando o iníquo for visto no Lugar Santo". A cidade já foi cercada, e os discípulos de Jesus não estavam nela quando Jerusalém caiu.

    O Lugar Santo fala do TEMPLO, e os sacrifícios desde que O Local foi estabelecido por Deus, não puderam mais ser realizados em outro lugar. Vide os dias de Daniel, em que não havia sacrifícios, pois não havia mais Templo, e a primeira coisa a ser restabelecida para a Restauração do Templo, foi justamente o Altar de Sacrifícios nos dias de Zorobabel e Jesus.

    Por fim, gostaria de considerar toda a Profecia de Ezequiel, que depois da sequencia profética que compreende a Volta dos Dispersos de Israel, para a Terra Prometida (como um Vale de Ossos que se levantaram num grande exército), a união de Judá com Efraim (uma clara figura da Igreja), talvez o Fermento do Reino que Deus enviou para as nações, quando espalhou as dez tribos entre todos os povos do Mundo, para que conforme a Palavra de Jacó para seu neto, Efraim se transformasse numa Multidão de povos. Depois disso se dá a Guerra de Gog e Magogue, uma cidade será edificada em Israel (cidade esta que não existe ainda), em homenagem à grande vitória de Israel nesta Guerra, e então em Visão Ezequiel descreve O TEMPLO, que estava sobre um Monte.

    Deste Templo, corre as águas que vão sarar O Mar Morto; Neste Templo se vê a Glória de Deus; Neste Templo há sacrifícios, e ao redor deste Templo uma Configuração para as Tribos de Israel, que nunca se viu na história. Semelhantes às Capitanias hereditárias do Brasil, cada uma das tribos terá possessão de faixas de terra acima e abaixo de Jerusalém, onde estará O TEMPLO.

    Há amigos muito amados, que consideram tudo isso como figuras alegóricas, e eu apenas peço a eles com muito respeito que leiam de novo, Deus anunciar que os descendentes de Zadoque, estarão reservados para este Tempo, e tantos outros detalhes, que estou esperando ainda alguém me mostrar o que tantos detalhes poderiam representar nas alegorias do fim, ou então que pudessem entender, que há algumas décadas, muitos deveriam achar que Israel não precisava ser restaurada, ou tão pouco unificada para que se manifestasse O Tempo do Reino de Cristo neste mundo... Hoje, vendo que as Profecias eram literais e não alegóricas, passaram a crer no que já se cumpriu e muitos ainda consideram muitas coisas alegóricas....

    O Templo é para Deus, A PROFANAÇÃO ABOMINÁVEL, não é a razão da Reconstrução do Templo, mas, algo que infelizmente ocorrerá, como já ocorreu no passado naquele mesmo lugar....

    Bem, sou apenas mais um a Amar A Sua Vinda e sonhar com O Reino do Nosso Deus e do Seu Mashiach (Cristo), em Jerusalém, sobre todas as nações da Terra.

    Deus te abençoe, Obrigado!

    MARANATA!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma honra para este Blog receber sua atenção e sua aula escatologica no tema do Templo.
      Tema apaixonante.
      Diversos ângulos para avaliar e aprendo muito com seu conhecimento e unção sobre sua vida.
      Grato pelo tempo investido.
      Grato pela amizade e atenção.
      Deus abençoe e... Maranata!

      Excluir
    2. Paulo de Tarso, essa profecia de Daniel "E desde o tempo em que o holocausto contínuo for tirado, e estabelecida a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias." refere-se justamente à Mesquita de Omar que foi edificada no lugar do Templo e que terá que ser removida para a reedificação do Templo.

      Excluir
  3. Queridos irmãos, faço nesta, uma humilde tentativa de contribuir com o assunto em pauta e gostaria de dizer aos irmãos, já que percebi uma certa dúvida do nosso irmão Haroldo Maranhão com relação a localização do lugar santo. Em 1Rs 8 e 2Cr 6 e 7 a Bíblia relata a consagração do templo construído por Salomão e sua consagração, em que Deus, em sua infinita misericórdia, aceita o templo feito por Salomão como sendo a sua casa, conforme 2Cr 7.15,16. Então com isso concluo que o ÚNICO lugar santo na TERRA é apenas o Templo construído sobre o Monte Moriá em Jerusalém. Não há na terra outro lugar onde tenha descido a GLÓRIA de Deus. Por isso Satanás, na figura do Anticristo, ousará governar, e será necessária a reconstrução do Templo para isso, do único lugar consagrado por Deus para ele. Com isso ele demonstrará a todos que é MAIOR que Deus e que tomará o lugar de Deus na terra e de lá fará, conforme relatado na Bíblia, grandes sinais e maravilhas e enganará a muitos.
    Gostaria também de esclarecer aos irmãos que lerem este comentário, apesar de ser dos menores na obra do Senhor e de ter menos conhecimento que os irmãos, que o povo judeu, tão criticado no meio cristão, apenas resiste ao Espírito de Deus por mandado do próprio Senhor, conforme Rm 11.25,26 para que nós possamos ser salvos.
    Obrigado aos irmãos pela paciência e por permitirem minha intervenção.

    Marcelo Avila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Marcelo,

      Grato pelo seu comentário.
      Insisto no fato que Deus não precisa mais de um local físico para Se manifestar entre nós, pois o véu foi rasgado na cruz.
      Os textos sobre o lugar santo para Deus, que você bem inclui em seu texto, são do Velho Testamento, anteriores à morte e ressurreição de Jesus Cristo.
      Que nos diz agora que “onde dois ou três estiverem reunidos em meu Nome, ali estarei eu”, e o disse a judeus convertidos.
      Paulo, um judeu de cidadania romana nos ensina em Efésios 3:19 que em Cristo, nós podemos, agora, ser tomados pela ”plenitude de Deus” (!!) que agora, “não (mais) habita em santuários feitos por mãos humanas...” (Estevão em Atos 7:48 e Paulo em Atos 17:24).
      Como disse humildemente também, em diversos post do Blog, não quero ser e nem posso ser o dono da verdade, pois creio que muitos pontos ainda estão encobertos para nós, pois a revelação é progressiva.
      Enfim, agradeço pela sua participação, e, tenho certeza, sua opinião aqui expressa também vai contribuir com a de outros que passarem por aqui.
      Grato por acompanhar o Blog, e Deus abençoe.
      Abraço,

      Haroldo Maranhão

      Excluir
  4. Gostei muito do seu artigo. Gostaria de compartilhar um dúvida: Se a grande cidade, a Santa Jerusalém, que desce do céu, é a esposa do Cordeiro, então quem é a Jerusalém terrena? Santa ela não é porque o sangue dos Santos e dos profetas foram achados nela, então quem é ela? Será a grande prostituta - a Babilônia? Será que fomos enganados tanto tempo, chamando-a de cidade Santa? Penso que sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renata...
      Que bom que foi benção. Deus a abençoe.
      Sim, a Nova Jerusalém que desce do céu é a esposa do Cordeiro...
      E sim, embora a atual Jerusalém tenha derramado sangue de Santos, é referenciada na própria Bíblia como santa Cidade... Neemias 11:1 e 18, Isaías 48:2, Daniel 9:24 e Mateus 27:53.
      Babilônia a grande prostituta, não é Jerusalém.
      Deus abençoe...

      Haroldo Maranhão

      Excluir
  5. Lugar santo também é uma referência a Jerusalém, creio que não é sábio ignorar que o lugar santo também pode ser uma referência a própria cidade.

    ResponderExcluir